Português (Brasil) English (United States)

Rinotraqueíte


Causada pelo Herpes Vírus Felino ( HVF-1)
Este agente viral é altamente contagioso e frequentemente endêmicos em locais que abrigam muitos gatos.
Os sintomas da Rinotraqueíte são muito parecidos com os da gripe humana, onde ocorrem espirros, febre, inapetência, corrimentos nasais e oculares e conjuntivite, e em casos mais graves podem ocorrer ulcerações na córnea, que se não tratados podem evoluir para uma cegueira, pneumonia e até mesmo a morte do animal.
A transmissão de um animal para outro se dá através de macro gotículas eliminadas pelos animais acometidos. O contágio pode ocorrer também já no útero da mãe, caso esta não esteja devidamente imunizada com as vacinas.
Alguns animais podem apresentar estado de portador, ou seja, não apresentam os sintomas clínicos da doença, mas eliminam o vírus periodicamente quando ocorre queda da imunidade, ou estiver sobre condições de stress.
A forma mais eficaz de se evitar a ocorrência de Rinotraqueíte entre os gatos, é submetê-los a um programa de vacinação efetivo.
É bom lembrar que um animal corretamente vacinado, não é somente aquele que recebeu a dose da vacina na data certa, mas as condições de transporte,  armazenamento e temperatura da vacina antes de sua aplicação podem fazer toda a diferença no processo de imunização do animal.
Hoje, são encontradas no mercado, a vacina felina Tríplice que proteje contra Rinotraqueíte, Panleucopenia e Calicevirose,  e a vacina felina Quádrupla, que além de protejer contra estas três doenças citadas, proteje também contra Clamidiose,e finalmente a vacina Quíntupla, que proteje também da Leucemia Felina.
O médico veterinário pode indicar a vacina que mais se aplica ao gatinho em função dos seus hábitos diários.
Os filhotes podem ser vacinados a partir da 7ª semana de vida, recebendo 2 ou 3 doses das vacinas, conforme critério do Médico Veterinário de sua confiança e  deverão receber reforços anuais.
Estas infecções complicam-se rapidamente por bactérias. Embora a Rinotraqueíte seja de origem viral, se não tratada poderá se complicar em função das bactérias.
Com a desidratação decorrente do quadro, as secreções tornam-se espessas, portanto o gatinho deverá ser hidratado e provavelmente necessitará de aporte nutricional também em função da falta de apetite.

Se seu gatinho apresentar sintomas de Rinotraqueíte, leve-o imediatamente ao Médico Veterinário, pois o atendimento rápido e o tratamento sendo prontamente iniciado, o prognóstico é bem favorável.

Texto elaborado pela Dra. Sonia Soares
Gatil SpazioFellini
Visite-nos também no