Português (Brasil) English (United States)

Dicas para o comprador


Tentamos relacionar aqui, alguns itens que consideramos importantes e que tem o objetivo de auxiliá-los da escolha do seu gatinho.
Você tem direito de levar para casa um animal saudável acima de tudo.

• Informe-se sobre o criador

Procure saber sobre a idoneidade do criador.
Observe como ele trabalha:
- se fornece garantias mediante um contrato de compra e venda
- se fornece suporte ao novo proprietário, que muitas vezes é inexperiente.
- se antes de vender um filhote, se importa com seu bem estar.
- se é transparente em suas atitudes.
- se lhe fornece todas as informações necessárias.
- se responde à todos os seus questionamentos sem excitação.
- se de fato tem conhecimento à respeito do que cria.

• Conheça as Instalações da Criação.

Visite o Gatil onde o filhote nasceu e observe como são criados, tratados e manuseados.
Preste atenção às condições de higiene locais onde vivem os animais. Um alto nível de higiene é fundamental para a saúde dos felinos.
Caso o criador recuse a sua visita, desconfie da forma como estes animais estão sendo criados.

• Observe se existe superlotação de animais no Gatil.

Quanto maior o número de animais em determinado espaço, mais precária são as condições de higiene, além de favorecer a proliferação de doenças.

• Gatos, como todo animal de sangue quente, precisam tomar sol e se exercitar. Correr livremente e se exercitar é fundamental para um bom desenvolvimento físico e emocional.
Criação dos animais enjaulados é um crime contra a espécie, que tem por natureza ser livre.

• É fundamental sua certificação quanto à saúde do animal que você está adquirindo, pois disto dependerá a sua tranqüilidade e a do seu gatinho também.

Verifique os olhos e certifique-se que não existam secreções purulentas e se não estão congestionados.
Observe se não existem falhas na pelagem (que indicam presença de fungos), ou se não há presença de parasitas externos como Pulgas e Carrapatos.
Verifique se a região anal está limpa, sem sinais de diarréia.
Atente para o peso e à vivacidade do animal. Animais saudáveis, principalmente filhotes brincam espontaneamente.
Veja se não existem “Nós na cauda”, que caracterizam defeitos ósseos transmitidos geneticamente.
Observe a mandíbula. Com a boquinha fechada, analise a dentição, levantando os lábios superiores ( a posição das presas superiores devem ser mais laterais, e as inferiores, mais centrais na boca.

• Criptorquidia ou Monorquidia

Ausência de testículos, ou apenas um deles respectivamente dentro da bolsa escrotal nos machos.
Também caracteriza problema genético e pode comprometer a reprodução (se o animal tiver esta finalidade).

• Exija a carteira de vacinação

Um filhote com 60 dias de idade deverá estar vacinado com a 1ª dose da vacina tríplice ou quádrupla felina antes de ser entregue ao novo proprietário.
O filhote também deverá ter recebido no mínimo 3 doses de vermífugo antes de 60 dias.

• “Pedigree”

O certificado de registro genealógico do filhote é seu único documento de identidade. Não registra-lo é o mesmo que atestar que ele não existe.
“ Não abra mão deste documento “.

• Exija cópia do exame de DNA dos pais do filhote comprovando que eles não possuem rins policísticos, também conhecida como ( PKD ), caso contrário, seu filhote poderá não desfrutar muito tempo de sua companhia, além de sofrer com insuficiência renal.

Seja criterioso ao escolher seu animal de estimação, afinal de contas, ele será parte da sua família à partir de agora !!!!
Desejamos que você possa desfrutar de excelente momentos em companhia do seu novo amigo !!!!!



Texto elaborado pela Dra. Sonia Soares
Gatil SpazioFellini
Visite-nos também no