Português (Brasil) English (United States)

Compromisso


Se voce optou por ter um gatinho como animal de estimação, lembre-se:

  • Um gato vive de 15 a 20 anos, e como você, não será eternamente um filhote, vai crescer, talvez não seja mais tão engraçadinho como quando tinha 3 meses, ficará adulto e seu instinto dirá que é hora de arrumar uma namorada ou namorado. Sendo assim, se ele não foi adquirido para fins reprodutivos, deve ser castrado, caso contrário, se fêmeas, deverá vocalizar toda vez que entrar no cio, e se for macho, provavelmente irá marcar território urinando em todas as partes da casa e isto te chateará muito. Talvez até não o queira mais pelas manias que adquiriu, mas lembre-se, a castração é a melhor solução para estes casos. Ele também envelhecerá, e não terá sua linda dentição pra sempre. Assim como você ficará “bangela” um dia, ele não mais poderá se alimentar como antes, e voce terá que cuidar dele da mesma forma e com o mesmo amor de quando era pequeno, dando papinha se for necessário. Talvez fique doente com mais freqüência, pois já não dispõe da mesma vitalidade de quando era jovem e você precisará levá-lo mais vezes ao médico veterinário, como alguém fará por você, quando envelhecer.
  • Animais custam caro, e você terá que dispor de um valor mensal para cuidar dele. Rações, bons produtos de higiene, médicos veterinários, medicamentos quando necessários, vacinas periódicas, banhos em pet shop, tudo envolve custos e você deve estar ciente dos gastos que terá com ele. Planeje dentro da sua realidade financeira, se um animal não desequilibrará seu orçamento e com isto tenha que dispor dele, que poderá já não ser mais um filhote e terá já estabelecido com você um grau de intimidade tão grande que provavelmente o fará sofrer muito se você não o quiser mais.
  • Todas as pessoas merecem férias, e com certeza você não é a exceção, e com isso, você ficará ausente por um longo período. O que fazer com o gatinho ? Gatos não podem ficar sozinhos por longos períodos, pois precisam de alimentação, água, cuidados e bandeja sanitária. Você deve ter em mente que o ideal seria mantê-lo no seu próprio lar, deixando alguém responsável pelos cuidados com ele, ou se não houver outra opção, poderá deixá-lo em um hotelzinho ou clínicas veterinárias que oferecem hospedagem, de maneira que possam ser cuidados e possam sair para tomarem sol, além de brincar e se exercitar. Todas estas opções geram custos e você deverá estar preparado para isto, caso contrário, poderá não encontrá-lo mais quando voltar e pior, encontrá-lo em condições totalmente desfavoráveis, além de caracterizar um ato de crueldade com aquele que com certeza, nunca tirará férias.
  • Não se esqueça que um novo bebê sempre pode aparecer no pedaço e um gatinho não pode viver em companhia de um bebê, você pode pensar !!! Um gato saudável, vacinado, limpo, vermifugado, com unhas aparadas não representa nenhum risco à saúde de uma família e nem a um bebê. Tenha em mente que gatos não são seres descartáveis, como nenhum animal o é. E lembre-se, não foi ele que pediu para ser acolhido, e em nenhum momento você foi obrigado a adotá-lo. Você foi buscá-lo por opção própria, e agora é sua responsabilidade cuidar dele, até seus últimos dias. Isto é amor, isto é COMPROMISSO
  • Se você não se dispuser a todos estes “sacrifícios”, melhor será comprar um bichinho de pelúcia, que não envelhece, não faz sujeira e não gera custos mas que também nunca te olhará com aqueles olhos absurdamente brilhantes dentro dos seus olhos por segundos ininterruptos, e também nunca lamberá sua cara dizendo, eu te amo, incondicionalmente !!!!


Texto elaborado pela Dra. Sonia Soares
Gatil SpazioFellini
Visite-nos também no